fbpx

Dia 10 - Estabilidade

Estabilidade é amor pela equanimidade em meio à aventura. É a pista reta e plana que permite o avião decolar para um novo modo de ver as coisas. Sem partidas apressadas, saídas dramáticas, mas uma decolagem determinada e suave para a luminosidade. Tudo acondicionado e armazenado, nada descuidadamente pendente para ser apontado por dedos incriminadores.

É mais fágil e agradável acenar bandeiras em terra, mas isso impede que você alce voo internamente. Envaidecer-se com os elogios e pregá-los como uma medalha na lapela só o deixará mais pesado. Você quer ser livre e não consegue. É famoso demais para partir. A serenidade desapareceu.

A estabilidade requer muita vigilância, exige que você perceba a aproximação do elogio e o envie para Deus – que é quem o merece. E se houver uma única coisa faltando-lhe internamente, e você aceitar quando ela for oferecida, pensando que irá preencher o seu vazio, você ficará atravancado com aquilo.

Um desafio igualmente grande à estabilidade é o insulto. Quando você está fazendo o melhor que pode, se alguém exige mais e é a última gota, você transborda; e quando não esta fazendo o melhor que pode, é pior ainda. Quanto mais profunda for a estabilidade, mais sutis e penetrantes serão os desafios. Eles são como o granizo batendo com força em seu coração. A estabilidade, no sentido mais profundo, é voar acima de tudo, acima até do elogio, mas também é ter os pés firmemente apoiados no chão para não ser acusado de negligência e tornar-se alvo fácil.

Sobretudo, a estabilidade surge da compreensão de que, apesar do bom senso e da cabeça erguida, a vida tem seus altos e baixos. Se alguém põe você nas alturas, você pode ficar no ar, livre, leve, vazio, superior, e depois voltar pronto para recomeçar: revigorado, sem preconceitos, jamais vaidoso. Quando o insulto está no ar, você precisa estar tão seguramente ancorado em sabedoria que seja capaz de pensar profundamente e emergir com uma solução que nutra o inimigo e você. Os inimigos são aqueles que têm fome.

Novamente, a fonte é o Livro Beleza Interior, o livro das virtudes, autora Anthea Church, editora Brahma Kumaris, edição eletrônica de 2013. Livro na amazon: http://a.co/fW3VFYA

25 sinônimos de estabilidade para 3 sentidos da palavra estabilidade:

  1. Característica do que se mantém firme: imobilidade, equilíbrio, firmeza, fixidez, segurança, solidez.
  2. Característica do que se mantém constante: durabilidade, permanência, persistência, constância, continuidade, duração, imutabilidade, invariabilidade, manutenção, preservação, subsistência.
  3. Característica do que se mantém imperturbável: calma, controle, harmonia, impassibilidade, imperturbabilidade, moderação, serenidade, tranquilidade.

A estabilidade é uma virtude muito interessante, muitas vezes procuramos, queremos, mas não valorizamos, ou não nos dispomos a fazer o que é necessário para conquistar e manter uma estabilidade emocional. A experiência encarnatória é cheia de gatilhos e armadilhas que “nos tiram” da estabilidade, falo isso entre aspas, pois a verdade é que nada e ninguém tira a estabilidade se verdadeiramente conquistamos isso internamente, esse texto da Anthea já me fez refletir muito sobre isso, e cada vez que li, cada dia 10 que já passei focado nessa virtude, me trouxe mais e mais entendimento sobre isso. A estabilidade é uma conquista da persistência, da constante e dedicada vontade e atitude de ficar em pé, de encarar os desafios de frente, mas ao invés de levar armas e escudos, levar amor e compreensão. Ao invés de se defender e se justificar, abraçar tudo aquilo que nos atiram, e pensar coisas como “tá bom, sou isso que você está me dizendo. Então, como melhorar isso em mim?” Quando abandonamos a defesa e a justificativa, e abraçamos o empenho em se melhorar, mesmo para aquelas afirmações mais descabidas sobre nós,  transformamos o insulto em um desafio a ser superado, e a compreensão de como o outro pensa, e porque ele pensa como pensa, saindo da nossa própria verdade e compreendendo a do outro, é um caminho útil para isso, realizar esse exercício, mesmo em situações que não fazem sentido, até para encontrar o sentido que o outro vê, são exercícios que nos levam a sair do umbigo e naturalmente começamos a encontrar a estabilidade. Porém, é importante dissociar o valor interno do julgamento interno ou externo, lembrando que somos verdadeiramente centelhas divinas em processos de aprendizado, e que a experiência do elogio, ou do insulto, é apenas mais uma experiência de aprendizado, e que o exercício consiste em sair do centro do corpo físico e encontrar o outro no meio do caminho, mesmo que o outro não esteja disposto a isso, ele virá quando estiver pronto.

Então, no dia de hoje, dedique-se a isso, a mudar a visão dos elogios e insultos, internos e externos, para considera-los desafios, que visam auxiliar-nos de forma pratica a conquistar a estabilidade. E ao final do dia, reveja estes momentos, desculpe-se mentalmente pelos momentos em que você não foi estável, perdoe-se e aos outros pelas situações de pouca ou nenhuma estabilidade que você percebeu, e faça um abraço amoroso, caloroso e doce mentalmente com essas pessoas, e agradeça a todos pelo dia. Quem estiver fazendo a avaliação pela planilha, dê a si uma nota de 1 a 5, sendo 1 “tentei” e 5 “fui muito bem”.

Planilha de auto-avaliação

Download da planilha

Antes de fazer o download...

Continuar... ×

A centelha divina que habita em mim agradece a centelha divina que habita em você.

🙏🏽🙏🏽🙏🏽🙏🏽

Entre em contato